Publicado por: Virtuisk | 04/08/2009

João e o Trompete de Vidro

João era um menino numa pequena fazenda irlandesa.
Como todo menino irlandes, o sonho dele era ganhar a sua primeira garrafa de uísque.
Mas aquela era uma garrafa diferente: Dentro dela tinha um trompete.
Não um pequeno trompete de latão, mas um trompete de vidro, moldado por dentro da garrafa, saindo de seu fundo e chegando ao gargalo.
Ele nunca soube de onde viera aquele trompete de vidro, mas sabia q ele seria seu, se conseguisse tocar toda A Canção do Trompete de Vidro, num trompete de latão durante as comemorações do 5001º aniversário do trompete de vidro.
João, garoto esperto e bom irlandes não só tocou a canção toda, como deu dois bis, motivo pelo qualganhou a disputa: seis horas de música ininterrepta e ninguém estava sóbrio o suficiente para tocar!
Quem dirá decidir notas.
Finalmente ele ganhara o trompete de ouro, mas só poderia tocá-lo 1 vez na vida, seu último gole de whisky na tera. Ele pensou um pouco, armou-se do tromete e levou aos lábios: um nota loinga ecoou!
Abaixou o trompete, pegou um copo de uisque: Esse é meu primeiro e ultimo gole, e não pretendo terminar ele tão cedo!

João era um menino numa pequena fazenda irlandesa.

Como todo menino irlandes, o sonho dele era ganhar a sua primeira garrafa de uísque.

Mas aquela era uma garrafa diferente: Dentro dela tinha um trompete.

Não um pequeno trompete de latão, mas um trompete de vidro, moldado por dentro da garrafa, saindo de seu fundo e chegando ao gargalo.

Ele nunca soube de onde viera aquele trompete de vidro, mas sabia q ele seria seu, se conseguisse tocar toda A Canção do Trompete de Vidro, num trompete de latão durante as comemorações do 5001º aniversário do trompete de vidro.

João, garoto esperto e bom irlandes não só tocou a canção toda, como deu dois bis, motivo pelo qualganhou a disputa: seis horas de música ininterrepta e ninguém estava sóbrio o suficiente para tocar!

Quem dirá decidir notas.

Finalmente ele ganhara o trompete de ouro, mas só poderia tocá-lo 1 vez na vida, seu último gole de whisky na tera. Ele pensou um pouco, armou-se do tromete e levou aos lábios: um nota loinga ecoou!

Abaixou o trompete, pegou um copo de uisque: Esse é meu primeiro e ultimo gole, e não pretendo terminar ele tão cedo!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: